fbpx

A Blocktime Coworking está dividida em duas unidades, Coworking Heroes, voltada ao público da economia colaborativa e a Coworking Saúde e Bem-Estar, para os profissionais da área.

Coworking Heroes:
Rua Galeno de Almeida, 188 – São Paulo

Contato:
coworking@blocktime.com.br
+55 11 3055-3400

Nossa sede está a 150 metros do Metrô Sumaré.

Coworking Saúde e Bem-Estar:
Rua Artur de Azevedo, 289 – São Paulo

Contato:
contato@blocktime.com.br
+55 11 3062-5824

Próximo a estação de Metrô Oscar Freire.

Você sabe o que é autoconsciência emocional? Conheça as melhores dicas para desenvolver a sua!

Imagem mostra ilustração com balança: de um lado coração do outro cérebro (razão)

Você sabe o que é autoconsciência emocional? Conheça as melhores dicas para desenvolver a sua!

Acompanhe com a Blocktime Coworking dicas valiosas para desenvolver a autoconsciência emocional, competência essencial para os dias de hoje.

Desde o início da pandemia e do aumento do trabalho remoto, muito tem se falado sobre saúde mental. Diversas empresas têm oferecido novos benefícios para apoio aos colaboradores e concentrado o aumento do orçamento em campanhas de bem-estar mental e emocional. 

A Blocktime Coworking é consciente do impacto da saúde mental nos ambientes de trabalho, e por isso, traz esse assunto como tema do artigo de hoje. E para começar a abordar essa pauta tão importante: você sabe o que é autoconsciência emocional?

Pois é, parece simples e básico, mas pode ficar de cara no chão: muita gente não investe tempo em si mesmo e esquece que o autoconhecimento é essencial para o desenvolvimento. E mais: quando as coisas não andam bem na nossa cabeça, não andam bem em lugar nenhum. 

Ainda bem que nunca é tarde pra começar… então bora investir um tempinho dessa rotina caótica no que mais importa: você! Vem conferir com a gente o que é autoconsciência emocional e como desenvolvê-la! Preparado?

Imagem mostra pessoa com desenho de carinha na frente do rosto

Conta mais!

E direto do túnel do tempo, para abordar o que é autoconsciência emocional, vamos voltar aos tempos de escola, para aquela aula de morfologia, que todos amavam, e entender como esse conceito é formado.

Auto é tudo aquilo que é próprio e funciona por si mesmo, consciência é conhecer, saber ou estar ciente de algo e emocional é o que se refere às nossas emoções e sentimentos. Depois dessa aulinha básica, podemos definir autoconsciência emocional como o ato de conhecer os próprios aspectos emocionais. 

É conhecer e reconhecer-se emocionalmente, entendendo o que te faz bem e o que pode gerar alguns gatilhos internos. Para entendermos a relevância, a autoconsciência emocional é tão importante que é um dos pilares dentro do estudo da inteligência emocional. 

Hoje em dia, ela é considerada uma competência essencial para os ambientes de trabalho, pois a capacidade de conhecer as próprias emoções e se permitir mudar comportamentos para alcançar melhores resultados, gera desenvolvimento e eficiência. 

Então, conhece aquela famosa imagem do gato se olhando no espelho e vendo um leão? Muitas pessoas se enxergam como leão, mas ainda como “gatinhos” tem muito a se desenvolver, ou ao contrário, são verdadeiros leões e se vêem como gatinhos. 

Por conta disso, a autopercepção é valiosa, pois a maioria das pessoas acredita que sabe como os outros as enxergam, mas, na realidade, não chega nem perto. Ter a capacidade de ler a si mesmo faz toda a diferença no dia a dia e na forma de se relacionar com o outro e com o mundo. 

 

E como faço para alcançá-la?

Por mais que pareça tão complexo quanto alcançar o nirvana, existem algumas ações cotidianas que podem nos ajudar a iniciar a jornada da autoconsciência emocional. Já vamos avisando: é um caminho sem volta! Mas, fique tranquilo, podemos te garantir que vale cada segundo. 

Seguem algumas dicas que separamos para você, com muito carinho:

 

Permita-se

Sim, é um clichê de quadro decorativo, mas é uma dica valiosa. Quando nos permitimos, demonstramos disposição para evolução e aumentamos, logo de início, a autoconsciência. Passamos a entender que errar é humano e que evoluir é uma questão de escolha. 

 

Escute a si mesmo e quem convive com você

Já se permitiu ouvir afetivamente a você e a aos outros? Tem se preocupado em falar o que sente e ouvir o que sentem? E respeitado o seu próprio silêncio para desenvolver o autoconhecimento? Comunicação é uma competência que requer desenvolvimento, não apenas o “falar” e o “escutar”. 

Por isso, se ouça, busque feedbacks de quem convive com você e que está disposto a contribuir com o seu autodesenvolvimento. 

 

Busque conhecimento

Nunca é demais. Existem diversos materiais disponíveis sobre saúde mental, de livros a podcasts, a bibliografia não acaba e não podemos deixar de aproveitar o fácil acesso à ela. Quanto maior o conhecimento e a experiência, maior a evolução.

 

Identifique comportamentos

Lembra quando falamos de gatilhos? Isso mesmo! Reserve sempre um tempo para analisar as situações que aconteceram ao longo do dia. O que te fez bem e o que não, o que gerou determinada reação ou sentimento, existe algum padrão de comportamento? 

 

O corpo e a mente 

Não é novidade para ninguém, mas vale reforçar a eficácia da atividade física para a saúde mental. Busque algo que te gere prazer e que te ajude a exercitar o corpo e a mente.

 

Tome nota!

No seu momento de análise diários, aproveite para anotar tudo que aprendeu, refletiu, descobriu e as possíveis respostas que encontrou. Utilize formas práticas de registro e que você possa acessar a qualquer momento. Em momentos de questionamento interno, resgate esse material! Acredite, funciona de verdade e te entrega o conforto necessário nas horas de crise.

O que achou dessas dicas? Nós, da Blocktime Coworking, queremos saber o quanto o tema da saúde mental é importante para você e para sua empresa. Esperamos ter te ajudado no início da jornada para a autoconsciência emocional e, consequentemente, a autopercepção e inteligência emocional. Conte com  a gente, sempre!


João Marcos Guirau

Graduado em Arquitetura e Urbanismo pelo SENAC SP, é fundador da Blocktime Coworking e sócio do grupo Blocktime, referência em operação e otimização de escritórios. Entusiasta da economia compartilhada, participa ativamente de grupos relacionados ao tema e adquiriu conhecimento e expertise em arquitetura e design para coworkings, sendo responsável pela gestão operacional dos espaços. Atua, desde 2015 como organizador do Encontro Coworking Brasil e apoiador de muitas das iniciativas relacionadas a este universo, está sempre buscando mais conhecimento sobre novas formas de trabalho, participando frequentemente de conferências internacionais sobre o tema.