fbpx

A Blocktime Coworking está dividida em duas unidades, Coworking Heroes, voltada ao público da economia colaborativa e a Coworking Saúde e Bem-Estar, para os profissionais da área.

Coworking Heroes:
Rua Galeno de Almeida, 188 – São Paulo

Contato:
coworking@blocktime.com.br
+55 11 3055-3400

Nossa sede está a 150 metros do Metrô Sumaré.

Coworking Saúde e Bem-Estar:
Rua Artur de Azevedo, 289 – São Paulo

Contato:
contato@blocktime.com.br
+55 11 3062-5824

Próximo a estação de Metrô Oscar Freire.

Soft skills: o que são e quais as principais para ter sucesso no trabalho?

Imagem mostra diferentes pessoas reunidas sorrindo em ambiente de trabalho

Soft skills: o que são e quais as principais para ter sucesso no trabalho?

Entenda com a gente o que são e por quê as soft skills tornaram-se tendência. 

Pensando no tema carreira, todos nós, de alguma forma, já tivemos contato com as palavras: habilidades, comportamentos, competências, skills e, por mais que pareçam diferentes, todas levam ao mesmo tema. 

Não, esse não é um artigo de Recursos Humanos. Acontece que a Blocktime Coworking, busca trazer conteúdos atuais e que auxiliam, também, no seu autodesenvolvimento. Com todas as mudanças no mercado, na forma de trabalho, na economia e na velocidade das informações, os conceitos mudam constantemente.

Um dos assuntos mais buscados do momento no nosso amigo Google, são as soft skills. E, se você é alguém que investe no autodesenvolvimento e busca desenvolver-se para evoluir ou encontrar uma carreira para chamar de sua, precisa saber do que estamos falando! 

Por isso, no artigo de hoje, a Block traz o que são, de onde vêm, para que servem, o que comem e como se reproduzem as soft skills. Brincadeiras à parte, bloco de notas aberto e vem com a gente! 

Imagem mostra mão de uma mulher escrevendo em papel

 

É preciso diferenciar…

Uma das frases mais proferidas pelas empresas ao longo dos tempos, principalmente pelos profissionais de Recursos Humanos: “(…) nós contratamos por competências técnicas e desligamos por competências comportamentias(…)”, ou seja, por muito tempo, o conhecimento técnico era priorizado.

Já mencionamos acima a velocidade das mudanças. Pois é, algo tão utilizado, por tanto tempo, caiu por terra. Não que as habilidades técnicas não tenham a sua importância, acontece que o grau de importância mudou. Hoje o comportamento ganhou maior valor nas contratações e carreiras.

Essas competências técnicas, são conhecidas como hard skills. Consideramos dentro dessa categoria tudo que é mais “fácil” de aprender e medir, por exemplo: o conhecimento em um determinado idioma, em uma ferramenta ou em um conteúdo específico. 

Já as soft skills, são os comportamentos relacionados à forma como lidamos e nos relacionamos com os outros, por exemplo: comunicação, empatia, colaboração e resiliência. Fácil? #sqn.

Mas fique tranquilo, tudo começa do começo e, antes que você já comece a buscar cursos a respeito de soft skills e como desenvolvê-las (sim, é possível), trouxemos quais são as principais.  

 

Auto: motivação e gestão

Essas são as queridinhas do trabalho remoto. Quem não busca motivação e autonomia no trabalho?

Motivação é algo intrínseco a cada pessoa. Ainda assim, existem aspectos diretamente relacionados a ela: propósito e valor. Quando conseguimos enxergar valor em nossa existência, ou no trabalho, com as atividades que realizamos, agimos com maior motivação.

A autonomia no trabalho diz respeito à ação conforme suas próprias decisões. Como? Baseados em nossas experiências, habilidades e ações Quando nos tornamos responsáveis por nossas ações, coordenando as prioridades, e montando nossos cronogramas para a entrega, os níveis de produtividade aumentam. 

 

Ética para quem?

De forma geral, ética é o conjunto de valores e princípios que orientam o comportamento de uma pessoa dentro da sociedade. Ela está relacionada ao caráter, uma conduta genuinamente humana e enraizada, que vêm de dentro para fora. 

Dentro desse conceito, profissionais que assumirem as responsabilidades por seus atos (certos ou errados), que respeitarem o tempo, a percepção e a opinião dos outros colaboradores, serão destaque.

Imagem mostra 3 mulheres trabalhando em mesa de trabalho, sorrindo e com computadores em cima da mesa

 

Flexibilidade

Adaptar-se rapidamente às mudanças e agir com resiliência diante dos desafios também são soft skills consideradas importantes no cenário atual. 

Também não é à toa, em menos de uma década, mudamos de um mundo V.U.C.A (traduzido como Volatilidade, Incerteza, Complexidade e Ambiguidade) para um mundo B.A.N.I ( Frágil, Ansioso, Não-linear e Incompreensível). Você está disposto? É melhor estar. #ficaadica

 

Inteligência emocional não está na moda

Essa é, se não a mais importante, de extrema relevância no âmbito comportamental. Possuir a inteligência emocional desenvolvida, diz muito sobre as relações, autoconhecimento, assumir os próprios defeitos, respeito e empatia pelo outro. 

Segundo Daniel Goleman, inteligência emocional é a capacidade de identificar os nossos próprios sentimentos e os dos outros, de nos motivarmos e gerirmos os impulsos dentro de nós e em nossos relacionamentos.

 

Pressão? O que é isso?

Quem nunca sonhou em trabalhar sob pressão, conseguindo manter o foco de forma constante? Pois saiba que você não está sozinho! Esse é o desejo de qualquer pessoa em um mundo como o atual.

Para essa soft skill, nós temos três palavras básicas que podem ser utilizadas como mantra: respire, cante e concentração! Isso mesmo, a respiração ajuda a oxigenar o cérebro, a cantoria a gerar prazer e a concentração evita dispersões desnecessárias.

Foque em seu objetivo, programe-se, estabeleça prazos que façam sentido para a sua rotina e atividades e inicie, nunca procrastine, principalmente as atividades com as quais você não se identifica.

E aí? Depois de todo esse conteúdo, conseguimos mostrar a importância de investir no desenvolvimento das soft skills? Esperamos que sim! Gostou do conteúdo? Compartilhe com a gente! A Blocktime Coworking quer saber sua opinião!


João Marcos Guirau

Graduado em Arquitetura e Urbanismo pelo SENAC SP, é fundador da Blocktime Coworking e sócio do grupo Blocktime, referência em operação e otimização de escritórios. Entusiasta da economia compartilhada, participa ativamente de grupos relacionados ao tema e adquiriu conhecimento e expertise em arquitetura e design para coworkings, sendo responsável pela gestão operacional dos espaços. Atua, desde 2015 como organizador do Encontro Coworking Brasil e apoiador de muitas das iniciativas relacionadas a este universo, está sempre buscando mais conhecimento sobre novas formas de trabalho, participando frequentemente de conferências internacionais sobre o tema.